quinta-feira, fevereiro 23, 2006

TERCEIRA ESTRELA
Para mim, por Filipe Teixeira, um sensível e querido amigo...










Um café, um vento frio, uma espera.
Um “boa noite”, um sorriso, um gole.
Uma conversa, um vazio, uma vontade.

Uma decisão, um, dois, três passos.
Uma pergunta, uma, duas, três estrelas.
Uma confissão, uma, duas, três afinidades.

Uma despedida, um pensamento, uma promessa.
Uma expectativa, uma idéia, um poema.
Uma resposta, um sonho, um encontro.