segunda-feira, maio 07, 2007

Não tente compreender-me
...

Não tentem compreender-me,
Se nem eu sempre me compreendo.
Compreender-me seria decifrar-me
E assim
Assassinar a máscara
Que tanto me custou criar.
Sem minha máscara
Sou igual ao mais igual dos homens,
Eu.


William Lial

Um comentário:

William Lial disse...

Você anda mesmo me lendo! É muito bom saber disso. O que posso dizer mais?! Gostei de ver um poema meu aqui. Obrigado!

Um beijo!